Se o cuco não vem entre Março e Abril, ou é morto ou está para vir
Language or variety: 
Literal translation: 

Si el cuco no viene entre marzo y abril, o está muerto o está para venir

Comments: 

Así, en Reis (1995) y Moreira (2003: 286). Con esta otra variante, en Carrusca (1976: 213): Se o cuco não vem entre Março e Abril, ou o cuco é morto ou está para vir / não quer vir. En Alves Ferreira (1999: 215), que localiza el refrán en Trás-os-Montes: Se o cuco não vier entre Março e Abril, ou está morto ou está para vir. Cf. Se entre Março e Abril o cuco não vier, o fim do mundo está para vir; Entre Março e Abril, ou o cuco é morto ou não quer vir; Se o cuco não vem / Entre Março e Abril / Ou o cuco é morto / Ou não quer virSe o cuco não vem / Entre Março e Abril, / Ou o cuco é morto / Ou o fim (do Mundo) quer vir. Véase también A dezanove de Março e o cuco sem vir, ou ele é morto ou está para vir.

Categorization
Chronology: 
Meteorology: 
Geolocation

Click on the marks to view detailed information about each location

Geographic locations:
Displaying 1 - 1 of 1 (page 1 of 1)
Sources
Displaying 1 - 4 of 4 (page 1 of 1)
Author Titlesort ascending Edition In source
MOREIRA, António Provérbios portugueses Editorial:
Notícias
Place of edition:
Lisboa
Publication date:
2003 (5ª ed.)
Page:
286
Proverb number:
197
REIS, José Alves Provérbios e Ditos Populares Editorial:
Litexa Editora
Place of edition:
Lisboa – Porto
Publication date:
1995
Page:
80, 115, 207
FERREIRA, Joaquim Alves Miscelânia, vol. IV: Literatura Popular de Trás-os-Montes e Alto Douro. Editorial:
Minerva Transmontana Tipografia, Lda.
Place of edition:
Vila Real
Publication date:
1999
Page:
215
CARRUSCA, Maria de Sousa -coordenadora- "Vozes da sabedoria" [3 vols.] Editorial:
Edição da coordenadora
Place of edition:
Lisboa
Publication date:
1974-1976
Page:
213
Volume:
III