animalización (rabos, colas y otros casos)

Fichas de refranes

Mostrando 81 - 100 de 116 (página 5 de 6)
Texto Lengua o variedadorden descendente
Maio pardo, san Juan claro, coma o ollo do ghalo gallego
Si marzo recacha o rabo, non queda ovella nin año gallego
En San Xoán, o tempo aínda pon cara de can gallego
Agòst e Forrá, Jůgn e Deçë́mber va a pér scèque i bòs ladino (dolomítico)
Quanno négne a ppilo de gattu [/] è ppiù quella che deve fa' [/] che quella ch'ha fattu marquesano (variedad de la región italiana de las Marcas)
Bon temps de hereuèr, [/] bèra coa d'iuèrn en darrèr occitano (aranés)
Bèth temps de hereuèr, [/] bèra coa d'iuèrn en darrèr occitano (aranés)
Março, marçagão, de manhã cara de cão, ao meio-dia de rainha e à noite de fuinha portugués
Março, marcegão, [/] Pela manhã dia bonito, [/] À tarde um bom borregão portugués
Março, marcegão, pela manhã rosto de cão e à tarde bom Verão portugués
Fevereiro enxuto rói mais pão do que quantos ratos há no mundo portugués
Uma boa ribeirada está no rabo da trovoada portugués
Março, marcegão, [/] De manhã cara de siso [/] À noite cara de cão portugués
Céu escamado, vendaval ao rabo portugués
Março, marcegão, [/] Pela manhã cara de gato [/] À noite cara de cão portugués
Se Março dá de rabo, nem fica ovelha parida, nem pastor açamarrado portugués

Março, Marçagão / Manhã cara de Rainha / E à noite cara de cão.

portugués
Março, marcegão, [/] Pela manhã dia bonito, [/] À tarde cara de cão portugués
Março não quer ser molhado nem sequer o rabo do pássaro portugués
Março, marcegão, de manhã cara de cão, à tarde cara de rainha, à noite cavar com a foicinha portugués

Páginas